IATA DETERMINA NOVAS REGRAS DE SEGURANÇA DE TI PARA AGÊNCIAS DE TURISMO

IATA DETERMINA NOVAS REGRAS DE SEGURANÇA DE TI PARA AGÊNCIAS DE TURISMO

O suporte de TI é fundamental para as novas regras de segurança de TI para agências de turismo da IATA

Mais do que oferecer férias inesquecíveis, ofertas, conforto e oportunidades, as agências de viagens também precisam ofertar segurança a seus clientes. Sendo assim, não é à toa que a IATA (Associação Internacional de Transportes Aéreos) determinou recentemente que todas as agências, creditadas à associação, se adaptem à certificação de PCI DSS (Payment Card Industry Data Security Standard), para garantir a segurança dos consumidores contra fraudes no uso de cartões.

As empresas do setor de turismo tinham até o dia 1° de março de 2018, para se adequar à norma. Neste cenário o auxílio de uma TI especializada é fundamental para adaptar sua agência aos novos requisitos. Abaixo, listamos o porquê:

Segurança de TI para agências de turismo

A determinação da IATA é destinada a todas as agências que processam, transmitem e armazenam dados de cartão de crédito e débito. Ao aderir ao padrão de segurança de dados da associação, problemas como clonagem de informações, queda do sistema e até invasões por hackers podem ser evitados. Um agente que opta por não aderir à norma, é considerado sem condições de garantir a segurança dos clientes, podendo receber multas e penalidades judiciais, além de ficar com a reputação prejudicada.

Conformidade com a certificação de PCI

Para estar de acordo com a medida, a IATA ainda exige que a agência cadastrada seja capaz de identificar informações do titular do cartão; tenha um inventário de ativos de TI e processos de negócios para processamento de pagamento; bem como capacidade de analisar e remediar situações de vulnerabilidade. Além disso, precisa estar pronta para submeter relatórios de compra às marcas de banco e cartão de aquisição, caso necessário.

É aí que o serviço de TI especializado entra em ação, pois os especialistas saberão apontar quais as ferramentas de segurança mais adequadas para suas operações, como: instalação de softwares de criptografia, antivírus (software que identifica, bloqueia e remove pragas do universo cibernético), firewall (ferramenta de segurança que consiste em uma barreira de tráfego de dados), antispam (sistema de segurança para e-mails, que filtra e bloqueia mensagens indesejadas como propagandas e vírus), entre outros.

Armazenamento

Em relação ao armazenamento de dados, o modelo que mais tem ganhado força nos últimos anos é o de Cloud Computing, também conhecido como computação em nuvem. Por não necessitar de uma base física, a nuvem permite facilidade de acesso, tem grande potencial de armazenagem (que pode funcionar por demanda) e ainda garante rápida recuperação de dados em casos de falhas, furtos, contaminação por vírus, entre outros problemas.

Aqui na DZOME oferecemos soluções avançadas que se adequam ao seu modelo de trabalho e à norma da IATA, garantindo a segurança de TI para agências de turismos. Conheça um pouco mais em www.DZOME.com.br

Nenhum comentário

Adicione seu comentário